Férias e a reforma trabalhista!

Atualmente de acordo com a CLT, a partir da reforma trabalhista de11/2017 o funcionário pode dividir as férias em até três períodos, assim podendo desfrutar de uns dias junto dos demais membros da família como por exemplo no período de férias escolares.

Mas devemos esclarecer que este período é agendado de acordo com o interesse da empresa. De toda forma, vale ressaltar que, na maioria das vezes, sempre há negociação.
Conforme a CLT, a cada 12 meses trabalhados, o empregado tem o direito a férias de 30 dias. Mas os 30 dias valem se o funcionário não tiver faltado injustificadamente, caso contrário, o período será reduzido ou até mesmo perder o direito de férias.

Na lei antiga os 30 dias poderiam ser divididas somente em dois períodos e não poderia ser inferior a 10 dias.  Já na nova regra trabalhista , as férias poderão ser usufruídas em até três períodos, desde que haja concordância do empregado. Um dos três períodos não poderá ser inferior a 14 dias corridos, e os demais não podem ser inferiores a 5 dias.

Voltar á pagina anterior