HOME OFFICE, O TRABALHO DO FUTURO E QUE FICOU EM ALTA COM A PANDEMIA DE CORONAVÍRUS

HOME OFFICE, O TRABALHO DO FUTURO E QUE FICOU EM ALTA COM A PANDEMIA DE CORONAVÍRUS

Nos últimos dez anos, o home office virou tendência entre escritórios de todo o mundo. Com a pandemia global de coronavírus, o tema ganhou ainda mais relevância, já que impacta na saúde e no bem-estar dos colaboradores, em produtividade, economia de recursos e até na gestão de pessoas.

As empresas precisam adotar essa ideia?

Segundo Lucas Oggiam, diretor da Michael Page, "Empresas que não veem o home office como possibilidade devem repensar seu posicionamento. O modelo alternativo de trabalho é fundamental para enfrentarmos situações de instabilidade sem colocarmos a saúde dos profissionais ou as atividades da instituição em risco. Mas, no Brasil, nem todas as corporações têm uma cultura de trabalho remoto consolidada. É importante ressaltar que a implantação do home office deve dar atenção aos detalhes, pois isso está diretamente relacionado à segurança de dados da companhia, à preocupação com excelência em serviços e relacionamento, performance e até na dedicação ao negócio".

Agora, segue 5 dicas para profissionais que já optaram por home office:

1 – Escolha um ambiente que reflita seu local de trabalho.

Evitar barulhos excessivos e muitas distrações é um dos pontos centrais para conseguir manter a produtividade durante o trabalho remoto.

2 – Alinhe expectativas e procedimentos com a empresa.

O empregador precisa orientar se é preciso estar conectado o tempo todo, quanto tempo de refeição o colaborador terá e explicar em quais dias os profissionais poderão fazer uso do benefício, entre outros. Já o profissional deve ser claro quanto às suas responsabilidades e cumprir com os acordos firmados.

3 – Crie uma agenda e compartilhe com a equipe.

A agenda compartilhada é uma ferramenta importante para o controle de atividades que foram ou devem ser realizadas.

4 – Evite trabalhar de pijama.

Trabalhar de pijama condiciona o cérebro a diminuir o ritmo das atividades. O conforto extra pode deixar o profissional mais lento, o que abre brechas para a distração. O mais indicado é prosseguir com a rotina do trabalho presencial e vestir roupas leves - exceto em casos de reuniões virtuais, que demandam traje adequado.

5 – Cumpra com o horário de trabalho.

Estar em casa abre portas para inúmeras distrações, sejam com a família, com os animais ou com demais questões pessoais. É importante ter um horário de trabalho e segui-lo corretamente para evitar queda de produtividade e acumulo de tarefas. Para funcionar, o home office exige disciplina e organização, caso contrário, é fácil perder prazos.

 

 

Voltar á pagina anterior